Quer ter uma empresa de sucesso?

Posted on Posted in colunista, Empreendedorismo Feminino, Negócios, Sem categoria

Olá!

Tenho acompanhado a situação econômica do país e do mundo e estudado como existem empresas que estão sobrevivendo neste ambiente e também aquelas que estão fechando as portas.

Sabe o que tenho observado?

Que todas as empresas estão passando por momentos difíceis, mas aquelas que estão se saindo melhor neste momento têm algo em comum: elas planejam.

Elas se prepararam (e se preparam) para este momento e outros complicados que podem aparecer, antecipando crises e planejando suas trajetórias em qualquer situação.

Na maioria das vezes, a empresa tem de revisar seu planejamento e redirecionar sua rota. Isto evita que a empresa tenha maiores surpresas.

Para começarmos, tente responder estas perguntas.

  1. Você planeja o ano de sua empresa? Avalia as dificuldades que poderá ter e como poderá solucioná-las?
  2. Prevê quanto deseja receber e quanto terá de vender para alcançar isso?
  3. Analisa seus pontos fortes para multiplica-los e conhece seus pontos fracos para minimizá-los?
  4. Conhece as ameaças que podem impactar na trajetória de suas metas?
  5. Está atenta às oportunidades que surgem e como pode transformá-las em geração de negócios?

Esta última parte que a provoquei são algumas perguntas que compõem a Análise de SWOT (Strengths, Weaknesses, Opportunities, Threats): uma ferramenta que pode auxiliar no planejamento do seu negócio.

swot
Fonte: http://professordiegojacob.blogspot.com.br/2013/10/como-desenvolver-uma-matriz-ou-analise.html

É uma análise que você deve fazer em sua empresa a fim de se preparar melhor e desenvolver sua estratégia. Na Internet existem inúmeros exemplos, mas trouxe alguns para você entender melhor e já começar a fazer hoje!

Exemplo 1 – Comércio Eletrônico

swot-comercio-eletronico
Fonte: http://www.cursodeecommerce.com.br/blog/analise-swot-no-comercio-eletronico/

 

.

.

Exemplo 2 – Estacionamento

estacionamento
Fonte: http://br.monografias.com/trabalhos2/recursos-marinha/recursos-marinha2.shtml

 

 

.

.

Exemplo 3 – Escritório de Advocacia

advocacia
Fonte: http://pt.slideshare.net/MAPGoncalves/planejamento-estratgico-na-advocacia-workshop

 

.

.

A princípio parece difícil, mas não é. Você somente precisa dedicar um tempo para fazer esta análise. Acredite, é muito importante para a continuidade do seu negócio você se dedicar a isso. Este é o primeiro passo para você conhecer o mercado onde atua e como você pode se preparar para ele.

Tenho visto alguns empreendedores estabelecerem um negócio e meses depois fecharem as portas. No entanto, logo de cara no lançamento do negócio já observo que o setor escolhido ou a localização ou até mesmo o momento estão errados!

Como, então, pode um empreendedor lançar algo e não ver isso?!?!

É que muitas vezes, além do empreendedor não ter realizado um Plano de Negócios, simplesmente empreendeu por impulso!

A impulsividade é um dos grandes males que acometem o empreendedor. Aquela euforia de ter seu próprio negócio, de não depender mais de chefe, de aplicar suas próprias ideias! Pois é, essa euforia já fez várias empresas falirem…

Sabe aquela frase que “comprar um sítio é uma alegria, mas vende-lo também é”? É mais ou menos isso…

O empreendedor eufórico com a ideia de ter seu próprio negócio não pensa duas vezes em se arriscar em uma boa ideia que teve e acaba se frustrando tempo depois.

O Sebrae realizou uma pesquisa com 1.829 empreendedores de abril a novembro de 2.013 referente as empresas abertas de 2.007 a 2011 (Causa Mortis: O sucesso e o fracasso das empresas nos primeiros 5 anos de vida). Seus objetivos eram: identificar os fatores que contribuem para as chances de sucesso (sobrevivência) das empresas, do primeiro ao quinto ano de atividade, no estado de São Paulo; e conhecer o perfil dos empreendedores das empresas “jovens” (de um a cinco anos) do estado de São Paulo.

Sabe o que o Sebrae identificou?

Seguem algumas estatísticas. A pesquisa completa você pode acessar aqui.

1 – Ao abrir a empresa, parte dos empreendedores não levantou informações importantes sobre o mercado (46% não sabiam o número de clientes que teriam e os hábitos de consumo desses clientes; 38% não sabiam o número de concorrentes que teriam e 37% não sabiam a melhor localização…);

2 – Mais da metade não realizou o planejamento de itens básicos antes do início das atividades da empresa (61% não procuraram ajuda de pessoas ou instituições para abertura do negócio; 55% não elaboraram um Plano de Negócios e 50% não determinaram o valor do lucro pretendido…);

3 – Que um maior tempo de planejamento permite que se conheça melhor o mercado antes de abrir a empresa, o que tende a aumentar as chances de sucesso (82% das empresas encerradas dedicaram apenas até 6 meses no planejamento antes de abrir a empresa…).

Também foram avaliadas as questões de Gestão Empresarial e do Comportamento Empreendedor  e em todas as análises foi comprovado de que a dedicação ao planejamento faz diferença na continuidade e prosperidade do negócio.

Por isso, tenha boas ideias, mas avalie criteriosamente cada uma e faça seu Plano de Negócios. Além do Sebrae, existem muitas consultorias que podem ajuda-la.

É preferível gastar 90% do tempo no planejamento do que depois ter muito mais de 90% em preocupação.

Um beijo e tenha uma semana abençoada!

*

fatima-avatar

    Fátima Sousa

Empresária com MBA em Finanças, Comunicação e RI-USP, com mais de 15 anos de experiência na área de Gerenciamento de Serviços em empresas nacionais e multinacionais; ex- diretora e atual conselheira da ABRAFAC (Associação Brasileira de Facilities); ex-diretora da CoreNet Brasil (Associação mundial em networking de Real Estate e Facilities); conselheira fiscal do movimento Mulheres da Verdade II (grupo que defende a Ética e a Cidadania em São Paulo); fundadora e atual presidente do grupo Mulheres de Facilities – Brasil com mais de 400 mulheres que trabalham na área de gerenciamento de serviços / infraestrutura; voluntária na entidade Casas Maria Maia (arrecadação para o Bazar) que atende crianças com paralisia cerebral e física e voluntária na ONG Mãos Sem Fronteiras (utilização de Estimulação Neural em centros vitais); sócia da empresa “Facilities Services Treinamentos”, especializada em soluções de treinamentos empresariais. Empreteca – Sebrae (turma 2013); Finalista do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios – 2011/2012 na Etapa Estadual, categoria Pequenos Negócios.

facebooksite

*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *