Experiência Digital: Qualquer pessoa pode abrir seu próprio negócio e ser bem sucedido.

Posted on Posted in Entrevista, Experiência Digital

Essa semana a Experiência Digital é com a empreendedora Agnes Helena, ela conta como está testando o mercado utilizando sites de compras coletivas para poder lançar seus produtos. Agnes muito obrigada, por compartilhar conosco sua história, com certeza irá incentivar várias mulheres a começarem a empreender!

 

 

foto-entrevista-agnes

 

” Escolhi trabalhar exclusivamente pela internet pela praticidade e liberdade dos horários, além dos custos que são relativamente menores se comparados a uma loja física.”

Segmento: Loja virtual de móveis e peças de decoração.

Negócio: Enjoe Agnolias  e futuramente www.agnolias.com.br (em construção)

Estilo de Trabalho: Home Office

 

Qual é o seu Nome, Cidade e Estado?

Agnes Helena, São Paulo, SP. 

 

Qual é seu negócio ou Projeto?

Loja virtual de móveis e peças de decoração feitos com material reciclado de madeira.

 

Quais foram os principais desafios enfrentados e como você consegue conciliar o trabalho e a vida pessoal?

Minha profissão (sou arquiteta) não contempla a parte da administração e logística, então estou tendo que aprender sozinha e na prática como administrar meu próprio negócio. Na vida pessoal, tive que adaptar minha rotina pois ainda estou terminando um mestrado em arquitetura e é preciso ter muita disciplina para ser minha própria chefe e dividir as tarefas sem prejudicar os estudos.

 

Quais experiências positivas você obteve com a Internet que ajudaram você a melhorar seu negócio?

Meu negócio ainda está na fase de testes, isto é, estou utilizando sites de compras coletivas (como Enjoei e Elo 7) para vender algumas peças e ver a resposta do público como aceitação dos produtos, ajustar preços, receber dicas dos clientes e etc. Após esta primeira fase, pretendo abrir minha própria loja virtual com endereço virtual próprio e maior direcionamento dos produtos (no momento minha loja do Enjoei, por exemplo, também serve como pequeno brechó onde vendo produtos variados não relacionados ao negócio de decoração exclusivamente). Eu uso a internet para todas as atividades: vendas, contato com clientes, pesquisa de opinião, encontrar fornecedores, etc. Em um primeiro momento, escolhi trabalhar exclusivamente pela internet pela praticidade e liberdade dos horários, além dos custos que são relativamente menores se comparados a uma loja física. Claro que trabalhar na internet também tem suas desvantagens: muitas pessoas ainda preferem olhar o produto antes de comprar, verificar a qualidade e cores, etc e esse é um impasse que uma loja virtual deve considerar antes de iniciar suas atividades.

 

O que você diria para aquelas mulheres que estão começando, como elas podem usar a Internet a favor do seu negócio.

Não tenho muita experiência ainda, mas pelo que já pesquisei e vivenciei no dia a dia, é normal encontrar obstáculos e dificuldades que vc não vai saber resolver num primeiro momento. Mas com perseverança e disciplina, qualquer pessoa pode abrir seu próprio negócio e ser bem sucedido. Trabalhar na internet nos proporciona mais independência de horários e praticidade de trabalhar em casa – facilitando muito a vida de pessoas multitask – que realizam mais de uma tarefa por dia como estudar e trabalhar, ou ter um negócio próprio e um emprego ao mesmo tempo. Com o maior acesso de pessoas a computadores pessoais e internet, acredito que o e-commerce é um mercado em expansão e com muitas oportunidades ainda a serem descobertas e desenvolvidas pelas pequenas empreendedoras assim como eu.

 

 

logotipo agnolias

 

Loja: https://www.enjoei.com.br/agnolias

Fotos: Arquivo pessoal de Agnes Helena.

f

One thought on “Experiência Digital: Qualquer pessoa pode abrir seu próprio negócio e ser bem sucedido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *