Comece o ano sem se Autossabotar.

Posted on Posted in Desenvolvimento Pessoal

Estamos começando um novo ano, repleto de esperança e desejos por novas realizações, por isto, é o momento de reestruturamos nossos objetivos e a forma como enxergamos a nossa vida pessoal e profissional, dessa forma, para começar com o pé direto, você precisa evitar a autossabotagem.

Os nossos principais sabotadores são os nossos pensamentos e a forma como interpretamos as situações. Você é o que pensa e deseja! Um exemplo disso são as indagações que nós nos fazemos diariamente quando estamos passando por momentos difíceis, muitas vezes, a primeira indagação é:

Por que as coisas ruins só acontecem comigo?

No entanto, essa forma de questionar o problema faz com que você desanime e se frustre diante da situação, não ajudando você a se fortalecer para encontrar uma alternativa. Por outro lado, se você se questionar da seguinte maneira:

O que a vida está tentando me ensinar agora?


Essa pergunta faz você crescer com o problema, pois condiciona a sua mente a pensar em respostas positivas, mesmo que você esteja com um problema, é possível enxergar uma vantagem em passar por essa situação. Essa maneira de pensar deve ser replicada em todas as situações da nossa vida, no livro As 10 principais diferenças entre os milionários e a classe média, Keith Cameran aborda esse tema enfatizando que as pessoas bem sucedidas são aquelas que acham alternativas positivas para os problemas apenas trabalhando a forma como pensam, utilizando perguntas motivadoras que ajudam a identificar o lado positivo da situação, ao contrário da limitadoras que fecham seu campo de visão.Veja alguns exemplos ao lado:


Pergunta limitadora: Como posso ganhar dinheiro para pagar as contas esse mês?

Pergunta motivadora: Como posso duplicar minha renda esse mês?

 

Pergunta limitadora: Como posso conseguir um aumento com meu chefe?

Pergunta motivadora: Como posso ganhar dinheiro fazendo aquilo que amo?

 

Pergunta limitadora: Por que é tão difícil me relacionar com minha família?

Pergunta motivadora: Como posso melhorar meu relacionamento familiar?

 

Perceba que, nesses exemplos, o gasto de energia é muito maior quando nossas respostas são limitadoras, pois, além de não encontramos uma solução aparente, concentramos nossos pensamos naquilo que não podemos fazer, ou seja, o que não está ao nosso alcance. Se levarmos essa forma de enxergar os problemas para a vida profissional, no primeiro obstáculo, iremos desanimar e acabar desistindo em vez de aprender e melhorar com o que não está indo bem. Então, para esse ano, antes de pensar em criar e alavancar seu negócio, a primeira atitude é mudar sua maneira de pensar sobre os problemas, há muitas forças externas que dificultam o alcance dos nossos objetivos e você precisa se manter forte em busca dos seus ideais. Lembre-se, sem auto sabotagem, ok? 

Por: Tatiana Oliveira

f

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *