A maternidade pode ser um incetivo para o Empreendedorismo.

.

Essa entrevista é com a empresária Bárbara Vitoriano, fundadora de um dos principais portais de conteúdos voltados para mães no Brasil, o Indiretas Maternas. Na entrevista, ela  comenta conosco a sua experiência como empreendedora digital após a maternidade, além de, compartilhar dicas valiosíssimas para mulheres que desejam empreender.

Btatiana-oliveira-entrevistaárbara, acompanhando um pouco da sua história, percebi que você trabalhou em vária empresas como jornalista e no segmento de marketing, em que momento você decidiu mudar e se tornar uma empreendedora?

barbara-vitoriano-emdime Depois de ter minha segunda filha. Eu sempre tive vontade de empreender, mesmo muito antes de me tornar mãe. Depois que tive minha primeira filha, eu comecei a trabalhar com blogs. Criei um blog sobre concurso público e comecei a estudar e testar formas de monetizá-lo. Depois dele vieram outros blogs e projetos, mas eu tinha medo de deixar o mercado formal e fui tocando as duas coisas ao mesmo tempo. Isso me impossibilitou de, muitas vezes, acompanhar o crescimento da minha filha mais velha de perto. Quando engravidei pela segunda vez, percebi que o modelo tradicional de emprego não se encaixava e comecei a investir na vida de empreendedora. Com filhos, a gente precisa ter mais autonomia sobre a rotina e flexibilidade de horário para gerir melhor o profissional, o pessoal e o familiar e este foi o grande motivo que fez encarar o empreendedorismo de uma vez por todas,  rs…

 tatiana-oliveira-entrevistaVocê é fundadora de uns dos principais portais de informação para mães empreendedoras do Brasil, o Indiretas Maternas, só na página do Facebook, vocês possuem mais de 137 mil curtidas, como você começou esse projeto?

barbara-vitoriano-emdime Foi durante a gestação da Isadora, a nossa caçulinha. Eu gostava muito do projeto Indiretas do Bem, me indentificava com a abordagem delas, focando no lado bom das coisas, e um dia, estava trabalhando de casa, conversando com uma colega da agência quando minha filha mexeu na minha barriga. Eu sempre me emocionei muito com essas pequenas maravilhas da maternidade foi quando pensei em criar algo semelhante voltado para a maternidade. Algo que tivesse como foco, espalhar e compartilhar as alegrias, essas do dia a dia, que a maternidade nos proporciona, foi aí que surgiu o Indiretas Maternas.

familia c barriga
Bárbara grávida da sua segunda filha.

tatiana-oliveira-entrevista Em que momento você percebeu que a Internet poderia se tornar um modelo de negócio para você?

barbara-vitoriano-emdime A partir da criação do primeiro blog, eu comecei a perceber e ver que a internet era um mar de oportunidades, principalmente para mães, pois ela possibilita que você trabalhe de qualquer lugar, gerencie bem seus horários, além da possibilidade de automatizar muitos processos. Dessa forma, no tempo que dedico ao trabalho, consigo adiantar atividades que vão acontecer sem a necessidade da minha presença física em frente ao computador. Outro ponto que me fez abrir os olhos para o empreendedorismo digital, foi o alcance que conseguimos ter trabalhando a partir da internet. É possível trabalhar com nichos e micronichos, o que faz que empresários encontrem os consumidores certos, sem precisar sair do lugar, aumentando as chances de sucesso.

tatiana-oliveira-entrevistaBárbara, além do Indiretas Maternas, que é um excelente portal de conteúdo para mães que desejam empreender, você possui uma loja virtual a Puxunga certo? Como você gerencia esses dois empreendimentos?

barbara-vitoriano-emdimeHoje possuo alguns projetos na Internet, o Indiretas Maternas, temos a Puxunga que é uma loja de artigos e roupas infantis diferenciados, temos também o Empreender Materno que é mais voltado ao empreendedorismo oferecendo cursos e serviços para mães empreendedoras, e alguns blogs em outros segmentos. Para gerenciar tudo, invisto na automatização dos processos, o que me proporciona muita flexibilidade de horário de trabalho e me permite ter tempo para curtir as minhas filhas e família. Outra coisa que ajuda muito são os métodos de organização e produtividade que utilizo. Como sou muito distraída, preciso manter tudo anotado e sob controle, pra isso uso principalmente o GTD para gerenciar as tarefas do trabalho e da vida e para me ajudar a focar no trabalho, uso a Técnica Pomodoro.

tatiana-oliveira-entrevistaUmas das perguntas que mais recebo das meninas é como divulgar uma loja virtual, então, Bárbara, eu gostaria que você compartilhasse um pouquinho das suas estratégias, como você divulga e atrais clientes para as lojas?

barbara-vitoriano-emdimeSe destacar no meio de tantas opções que nosso cliente tem na internet é realmente um desafio. Por isso, para quem tem loja virtual é preciso investir em um bom plano de Marketing que contemple todas as possibilidades que a internet nos dá para atrair e principalmente reter o cliente. E porque eu falo não só em atrair, mas principalmente em reter. Quando uma pessoa encontra uma loja virtual nova pra ele é normal que ele desconfie, busque informações sobre ela para ter segurança para efetivar a compra. A partir do momento que você tem cliente fiéis, eles mesmos fazem esse trabalho de contar aos outros que sua loja é confiável e presta um bom atendimento.

No nosso caso, por exemplo, as leitoras do Indiretas, sabem que a loja é nossa, falo dela lá no blog e nas redes sociais, esse processo, já ajuda na construção da confiança do cliente, porque eles sabem quem está por trás.

Um outro ponto muito importante é estudar, entender e aplicar técnicas de SEO. É importante para a loja ter tráfego orgânico, não precisamos investir todo o tempo para ter retorno. Além disso, lojas bem posicionadas no Google também passam mais credibilidade, ajudando nessa segurança que mencionamos, deixando o cliente mais tranquilo para efetuar a compra.

familia
Bárbara com sua família.

tatiana-oliveira-entrevistaBárbara, você é um dos exemplos da força do Empreendedorismo Digital Feminino, quando vejo alguma foto sua e das suas filhas, fica claro que a escolha por empreender é muito mais um estilo de vida, do que propriamente um negócio. Olhando o nosso cenário atual, como você observa a inserção da mulher nos negócios digitais?

barbara-vitoriano-emdimeDiante de tantas dificuldade que a mulher encontra, o empreendedorismo digital é uma porta de oportunidade. A mulher é criativa por natureza, ela se inventa e se reinventa quantas vezes forem necessárias, ela tem muita paixão pelo que se propõem a fazer. E a Internet está aí para amplificar essa força e estender o alcance da força do feminino nos negócios digitais.

tatiana-oliveira-entrevistaBárbara, muito obrigada por participar dessa matéria, para concluirmos, qual conselho você deixa para todas as mulheres que estão tentando empreender na Internet?

barbara-vitoriano-emdimeAh! Eu diria para não desistir, para dar ouvidos ao seu lado mais criativo e empreendedor. A Internet nos dá voz e asas e é muito gratificante alçar voo. No começo, as coisas podem parecer confusas e difíceis. São muitas as possibilidades, então, pegue um projeto, estude, pesquise, coloque em prática. Tenho certeza que logo em seguida, vai querer colocar outro e mais outro no ar.

Tatiana, eu que queria agradecer a oportunidade da entrevista. Gostei muito mesmo e conte comigo sempre! Um abraço forte!

indiretas-maternas

Fotos: Arquivo pessoal.

f

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *